segunda-feira, 20 de maio de 2019

Lírios


Vão-se os lírios, meu amor, aos poucos
Flagelados em sôfrega tristeza
Fomos dois tolos, desvairados, loucos
Depositando em frágil amor tanta certeza.

Tantos planos, incontáveis projeções
Foi tudo em vão, meu amor, foi tudo engano
Seguem separados nossos corações 
Pelas estradas vis do desengano.

Restaram estes lírios tão alvos e mimosos
Que vão de pétala em pétala se perdendo
Como aqueles nossos beijos preciosos

Eu aqui profano as flores em penosa calma
Vão-se os lírios, meu amor, aos poucos
E cada pétala é um pedaço da minh'alma.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...