terça-feira, 13 de setembro de 2011

Lembre-se de mim


Traduzido de Robert N. Test

  Um dia um doutor determinará que meu cérebro parou de funcionar e que, de alguma forma, minha vida acabou. Quando isso acontecer não tente introduzir vida artificial no meu corpo com o uso de uma máquina.
  Em vez disso, dê minha visão ao homem que nunca viu o nascer do sol, a face de uma criança ou o amor nos olhos de uma mulher. Dê meu coração à pessoa cujo o próprio coração só lhe causa dias infinitos de tristeza. Dê meus rins àquele que depende de uma máquina para viver semana a semana. Pegue meu sangue, meus ossos, todos os músculos e nervos do meu corpo e encontre uma forma de fazer uma criança inválida andar.
  Explore todos os cantos do meu cérebro. Pegue minhas células, se necessário, e deixe-as crescer para que, algum dia um garoto mudo seja capaz de gritar quando seu time marcar um gool e uma garota surda possa ouvir o som da chuva contra sua janela.
  Queime o que de mim restar e espalhe as cinzas aos ventos para ajudar as flores a crescer.
  Se você realmente quer enterrar algo, que seja meus defeitos, minhas fraquezas e todos os preconceitos contra meu semelhante.
  Dê meus pecados ao diabo. Dê minha alma a Deus.
 Se você quer lembrar de mim, faça uma ação gentil ou dê uma palavra de conforto a quem precisa. Se você fizer tudo que eu pedi, eu viverei para sempre.

.........................................................................

 Quero aproveitar a oportunidade e me desculpar com todos que acompanham este blog. Ultimamente tenho estado um tanto afastado por motivos pessoais. Minha colega de blog também. Esperamos contar com a compreensão de todos.

6 comentários:

Laura Ribeiro disse...

Que lindo texto! Faz muito mais sentido fazer as pessoas felizes mesmo depois de partir, ao invés de manter o corpo "intacto" e jogá-lo sob a terra que não o aproveitará tão bem quanto um outro ser humano.

Lindo texto.
Agradeço sua passada no lágrimas de um anjo. Volte sempre!

Abraço,
Laura Ribeiro.

http://docetortura.blogspot.com

Leka disse...

Mesmo após a morte ainda podemos ajudar o próximo...

Tem selinhos pra vc lá no meu blog
http://guerradosmundosleka.blogspot.com/2011/09/uhuuuuuuselinhos-200-seguidores.html

Espero que as coisas melhorem por aí...enquanto isso aguardo teus posts!
Bjs!

Luna disse...

Olá. Antes de mais, um bem-haja a vocês que ressuscitaram este belo blog. A minha ausência do mundo virtual, ainda não me tinha permitido verificar este feliz acontecimento.
Fernandez, seu texto é muito bom. Suas palavras ilustram um sentimento belo da celebração da vida. Te congratulo por sua criação e seu talento.

Anônimo disse...

Fernandez seu blog é maravilhoso e ficaremos aguardando por suas lindas poesias e sonetos parabéns por seu talento e simplicidade vc é uma criatura abençoada com esse dom da poesia

Laysha Vampira disse...

Saudade de vir aqui absorver essa magnífica literatura.
Desculpe minha ausência, prometo dessa vez atualizar meu blog e voltar manter contato com aqueles que sempre estiveram presentes em minha vida.


Beijos sangrentos da vampira Laysha.

aldrey disse...

Que lindo o texto...bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...