sábado, 12 de novembro de 2011

Constante


Permaneço em cada parte do teu corpo,
Em cada lembrança de tua mente.
E tu vives em mim:
Em cada nota de solidão
Em cada instante de alegria
E em cada palpitar do coração.

Tão serena, tão macia é tua pele!
E teu corpo que ainda lembro ser tão quente
É moradia de desejo
Mácula da minha castidade
De meu beijo indecente.

 ▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬

4 comentários:

Sixx Stardust disse...

Ai que lindo. *__*
Nesse instante a castidade se vai como ar puro que entra em nossos pulmões e sai. Rápido, sem ter se dado conta direito.
Pois que seja, já que a saudade, ela sim é que mata.

Davi Machado disse...

Poema bom.

Amber disse...

a sutileza erótica deste blog está perfeita. espero ler mais versos como estes aqui.

Leka disse...

Lindo texto..uma mistura de romantismo com luxúria perfeitos!
bjs e paz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...