sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Tão somente...



Aqui, tão somente o vento
A soprar nos meus ouvidos,
A imitar gemidos
E a quebrar silêncio.

Tão somente a lágrima
Que escorre em minha face
É o que tenho a ofertar
 A caso te agrade.

 ▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬

4 comentários:

Letícia R. disse...

Versos leves e ao mesmo tempo fortes. Quase que uma lágrima escorre por minha face também, com as entrelinhas.

Leo disse...

E das lagrimas o vento leva, e a uma flor há de se regar.

Davi Machado disse...

Poucos versos, um bonito resumo musical.

Otário disse...

o intemporal,
isso é o intemporal, o constante.
acho de profundo agrado
oferecer isso.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...