quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Bendita prece



Sou a ovelha desgarrada 
Que em trevas se perdeu.
Por que de mim não tens piedade,
Acaso não sou um filho teu?

Tantas trevas tu lançaste...
Cai por terra minha fé!
Dos caminhos sombrios guardaste
O rebento infiel que não crê!

Agora, perdido em trevas
Tu já não me guardas mais
Em veredas tão sombrias
Quem me espreita é Satanás!

E este pão, por mil pés pisados
A bendita prece que aos céus não mais sobe
É castigo divino por tantos pecados,
É o castigo dos anjos que não me ouvem.

Então por que gritar se não me ouvis?
Se minha fé aos teus pés não mais esbanjo
Não tenho culpa se de pecados me alimento
Pois fizeste-me homem e não anjo!

Estou cansado, temo aqui morrer sozinho.
Dá-me perdão. Esta ventura igual aos teus
Mundo profano, retirou-me o eterno ninho
Mas deixas a alma que devolvo ao próprio Deus.

.................................................
Poema escrito em parceria com a minha amiga Amber, do blog Poeticamente Falhando
 ▬▬▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬▬▬
 

6 comentários:

Leka disse...

Gostei demais desse teu texto...traduz muito bem a agonia de se estar longe de Deus.
Bjs, paz e boa semana.
http://artesanatoeideiasleka.blogspot.com/

Amber disse...

Grata pela divulgação do meu espaço no sempre nosso espaço, Terza Rima. É incrível como aqui, me sinto em casa, e como fico feliz por ter escrito o primeiro poema contigo, com certeza o primeiro de muitos que virão.

Recebi visita e de blogueiros que conheci a algum tempo, como a Leka, a Loba de Ray ban e Junior do Sin Paragon e fiquei muito feliz, falta-me tempo para retribuir a atenção. Em breve estarei prestigiando estes blogs com minha humilde opiniao sobre os escritos.

Fernandez, um grande abraço. Nossa parceria não se esgotou, só somos interdependentes agora, rs.

até.

Amber disse...

P.S: Andas bem sumido do MSN e do Twitter. Saudades, né, Fernandez!

Ciccia disse...

Ho capito un pochino, mi piace la lingua portoghese. Ti seguo da Roma, ciao, tanti saluti!

blog do poeta Monagatti disse...

fernandez... amber... o que dizer... pois de linhas tão abençoados escreves estes paradigma da alma, e sucinta vontade de expressar um grito mudo de "ei eu estou aqui", para ser sincero este é um dos melhores poemas que li de voces

Goticus Eternus disse...

Saudações Fernandes, ficamos grtos por tua presença junto ao Goticus Eternus, esperamos tuas visitas e comentarios sempre. fica o convite de parceria e troca de banner. Deixo o email para contato: tiagodotto-guitar@hotmail.com

Um até breve

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...